10 Tipos de Conteúdo que Atraem Visitantes para seu Blog ou Site!




Você sabia que escrever um conteúdo matador é uma arte e uma ciência?

Ao mesmo tempo em que essa atividade exige criatividade e estilo, ela também é baseada em uma série de tentativas, testes, falhas e melhorias. Se um conteúdo está bom, é sinal de que tem essas duas características em abundância. Por outro lado, se é ruim, significa que está faltando uma delas.

Então, quais são os tipos de conteúdo que atraem visitantes? Bom, vários tipos de conteúdo já foram testados e aprovados. Você pode alternar entre um e outro ou encontrar uma maneira de usar um pouco de cada – o que é ainda melhor. Confira:

1. Conteúdo simples

images

Essa é a abordagem mais fácil e simples. Ela consiste em apenas apresentar o produto ou serviço, sem firulas ou mesmo estilo. Ou seja: é uma apresentação clara dos fatos e benefícios.

Nesse caso, o conteúdo não é exatamente matador. Mas ele é eficaz naquilo que propõe – vender um produto. Sua função é apenas fornecer as informações necessárias para que o público tome uma decisão.

2. Conteúdo com storytelling

storytelling

O ser humano sempre gostou de ouvir histórias, principalmente aquelas sobre pessoas interessantes. Quando nos identificamos com um personagem, vemos que não estamos sós e que outras pessoas superaram as mesmas dificuldades que estamos enfrentando.

Mas, se você pretende contar uma história, deve se lembrar de um detalhe: o seu produto ou serviço deve ser mostrado como aquilo que fez as pessoas melhorarem de vida.

A técnica do storytelling pode ser usada em diferentes formatos – e-mails, vídeos, landing pages – e tem as seguintes etapas:

  1. Abertura: fale sobre como o personagem tinha uma vida comum e, de repente, se viu enfrentando várias dificuldades.
  2. Conflito: de que maneira a vida do personagem será “ameaçada” se ele não resolver o problema?
  3. Diálogo: todos adoram ver diálogos em uma história. Duas pessoas conversando sempre chamam atenção (e é fácil de ler).
  4. Solução: essa é a hora de mostrar o seu produto como a solução para o problema do personagem. Um detalhe importante: se você mostrar resultados específicos, aumentará a credibilidade do seu produto.

E lembre-se: a história não precisa ser dramática, basta torná-la interessante para o público-alvo.

3. Conteúdo de conversão

One hand gives money in other hand over blue background

Imagine uma conversa entre você e seu possível cliente. É assim que deve ser feito um conteúdo de conversão.

Nele, você atuará como um vendedor que está almoçando com um cliente enquanto tenta fazer uma venda. A abordagem deve ser direta, buscando uma identificação com o leitor.

A vantagem desse conteúdo é que você não precisa escrever maravilhosamente bem para fazer um texto convincente. Se você conseguir demonstrar sua paixão pelo produto, irá se sair bem.

Quer uma boa maneira de começar a treinar? Grave uma conversa sobre o produto, transcreva e use o texto como um rascunho.

4. Conteúdo imaginativo

Image of little cute girl against dark background

Talvez isso lhe surpreenda, mas a imaginação pode ser uma grande ferramenta de persuasão.

Experimente pedir ao seu público-alvo uma maneira fácil de perder peso ou de atrair milhares de visitantes para o seu site ou blog.

Conteúdos imaginativos costumam começar com palavras como “imagine”, “descubra”, “visualize” etc. Peça ao leitor para imaginar algo e depois conte como o seu produto irá ajudá-lo a atingir seu objetivo.

5. Conteúdo longo

conteudo-longo

Conteúdos longos partem do princípio de que quanto mais você conta, mais você vende. Isso significa que textos longos, com muitos fatos e benefícios, convertem melhor.

E por que isso acontece? Porque, ao contrário de uma conversa pessoalmente, o conteúdo só tem uma chance de convencer o público. Então, você precisa mostrar logo todas as cartas.

Possíveis clientes típicos sempre têm muitas perguntas a fazer. O ideal é que você possa antecipar essas questões e respondê-las no conteúdo.

Mas, se você levar em consideração as regras básicas do marketing de conteúdo, lembrará que não é realmente necessário apresentar todos os fatos e benefícios de uma vez.

Uma boa opção é dividir o conteúdo longo em uma série de conteúdos menores e divulgá-los no período de algumas semanas, em e-mail marketing. Assim, será mais fácil para o público ler e digerir as informações.

6. Conteúdo matador e poético

download

Você provavelmente tem um escritor ou poeta favorito, que você realmente admira. Mas isso não significa que deve tentar reproduzir o estilo dele nos seus conteúdos.

Lembre-se de que o seu objetivo é educar e vender com o seu conteúdo, e não convencer o público de que é inteligente.

O conteúdo matador e poético encara a escrita como um meio para um fim – no caso, fazer uma venda. Ele combine venda e estilo, história e solução.

7. Conteúdo do diretor executivo

liderar

Talvez você não tenha percebido, mas a aprovação de terceiros geralmente ajudam a vender produtos.

Só que, além dessa, existe uma estratégia que pode ser igualmente eficiente: posicionar seu argumento de venda como uma comunicação direta entre o fundador da empresa e o cliente.

Essa abordagem coloca todos no mesmo nível e transmite a mensagem de que o diretor executivo não é uma pessoa fria, distante do público, mas alguém amigável, acessível e que se preocupa com o cliente.

8. Conteúdo sincero

conteudo-sincero

Alguns conteúdos se propõem a explicar o lado negativo de um produto ou serviço. Ele não começa com os pontos positivos, e sim com os negativos.

É como se, ao vender um carro, você destacasse todos os reparos que precisarão ser feitos – isso antes de mostrar as vantagens de adquirir esse veículo.

Mas, nessa hora, acontece algo surpreendente: quando você é sincero e transparente sobre as fraquezas do seu produto, o cliente passa a confiar em você. E, se o cliente confia em você, ele se mostrará mais disposto a acreditar em você quando ler sobre as qualidades e vantagens do seu produto.

9. Conteúdo superlativo

conteudo-superlativo

Talvez você já tenha feito – ou pensado em fazer – algumas afirmações mais exageradas, nas quais as maioria das pessoas jamais acreditaria.

A verdade é que você até pode fazer isso, mas precisa de provas que lhe deem suporte. De preferência, com depoimentos, pesquisas e estatísticas. Se tiver os três, melhor ainda.

O problema desse tipo de conteúdo é que é difícil fazer isso sem parecer exagerado. Portanto, use essa técnica com moderação e evite exageros.

10. Conteúdo de rejeição

download (1)

O objetivo desse conteúdo é desencorajar as pessoas a se interessarem pelo seu produto. Ele é feito para desafiar os clientes que alavancam a estratégia de fazer com que apenas um seleto grupo de pessoas tenha acesso ao produto.

Essa abordagem apela diretamente para a nossa necessidade de pertencer a um grupo. Além disso, gera curiosidade e afeta o nosso orgulho.

É esse conteúdo que faz as pessoas pensarem: Quem disse que eu não sou bom o suficiente para participar? Eles vão ver só!

Se você quer mais dicas de como deixar o seu conteúdo ainda melhor, conheça o curso Fórmula Negócio Online, tem várias dicas excelentes!



Gostou, compartilhe!

Olá, Sou Vanessa Gomes Empreendedora Digital! Quero te Ensinar a Trabalhar na Internet, coloque abaixo seu E-mail para Receber Minhas Dicas!

Vanessa Gomes

Olá, meu nome é Vanessa Gomes sou empreendedora digital, e nesse site quero te ensinar como trabalhar na internet!

Website: http://www.empreendedoradigital.com